Por meio da Secom, Governo de Goiás recebe doação de mil cestas básicas de emissora de TV

Itens doados pela Record Goiás foram recebidos por meio da Secretaria de Comunicação, repassados à OVG e serão distribuídos dentro da Campanha de Combate à Propagação do Coronavírus. No Estado 813 mil famílias estão em situação de vulnerabilidade.

Uma corrente do bem para ajudar os menos favorecidos está em ação em Goiás. A intenção é não deixar ninguém desamparado com as restrições impostas pelo combate à Covid-19. Hoje, o Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Comunicação, recebeu mil cestas básicas da TV Record Goiás, que por sua vez, repassou à Organização das Voluntárias de Goiás (OVG). Os kits com produtos essenciais serão distribuídos pela Campanha de Combate à Propagação do Coronavírus e vão beneficiar centenas de famílias vulneráveis em todo Estado. 

As cestas foram recebidas pela presidente de honra da OVG e coordenadora do Gabinete de Políticas Sociais, primeira-dama Gracinha Caiado. Ela agradeceu a emissora e disse que para superar esse momento, a Record tem sido um exemplo não só levando informação, destacando a importância de se ficar em casa, mas também garantindo alegria e dignidade ao povo de Goiás. “Quem tem fome, tem pressa”, destacou Gracinha.

A primeira-dama disse que Goiás tem 813 mil famílias que vivem em situação vulnerabilidade social e explicou que neste momento que a quarentena é necessária para o combate ao coronavírus, é preciso oferecer assistência para que estas famílias fiquem em casa. “Este é um momento de solidariedade, de respeito com todo o povo de Goiás. É isso que a Record está demonstrando hoje aqui, dando esse apoio”, afirmou Gracinha Caiado.

Diretor de marketing da TV Record Goiás, Dário Valentino disse que nesta fase é preciso valorizar o ser humano e que a emissora entende que é hora de salvar vidas e tirar os menos favorecidos da fome e da condição de desespero.  “Estamos dando a nossa contribuição. A gente se sentiu na obrigação de atender minimamente. Mas isso aqui tem um significado muito grande. Sabemos que doando para a OVG vai chegar nas mãos certas. É uma entidade séria que vai saber distribuir da melhor forma possível”, pontuou. 

A diretora-geral da OVG, Adryanna Melo Caiado, ressaltou a grande adesão que a Campanha da OVG tem recebido. “A doação da Record é mais uma demonstração do quanto as empresas goianas são solidárias e do quanto estão engajadas na nossa campanha. A OVG é muito grata à emissora e a todos os demais parceiros pelo apoio”, frisou.

Gracinha afirmou que a doação da Record representa uma das muitas alegrias que goianos e diversas empresas têm oferecido nos últimos dias para a campanha da OVG. E ela conclamou que mais gente possa fazer a sua parte, participando dessa onda de solidariedade. “Tenham a certeza que isso chegará na mão daqueles que realmente precisam”.  Todos os batalhões da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e as delegacias da Polícia Civil estão recebendo doações. Além disso, outras opções são a OVG e todas as secretarias, agências e fundações estaduais, e Programa Mesa Brasil, no Jardim Guanabara.
 
Os interessados em contribuir com dinheiro podem doar qualquer valor por meio da Plataforma do Voluntariado (ovg.org.br/voluntariado) ou com depósito na conta da OVG.  A Organização está destinando a maior parte das doações em dinheiro para a compra de cestas básicas.
 
Isolamento
Durante a entrega das cestas, Gracinha Caiado também reforçou a importância do isolamento como forma para que curva de contaminação da Covid-19 fique em níveis aceitáveis e o sistema de saúde possa oferecer a assistência adequada aos infectados. A primeira-dama afirmou que as medidas tomadas pelo Governo de Goiás não são fáceis. “Ronaldo é médico e, como tal, é dever dele cuidar de vidas. Ele costuma dizer que um médico nunca deixa um paciente no caminho, e é isso que está fazendo, cuidando de todo o povo de Goiás”, afirmou.

Fotos: Cristiano Borges
Secretaria de Comunicação – Governo de Goiás