Compliance Público: Secom valida contexto e matriz da Gestão de Riscos

A Secretaria de Comunicação (Secom) do Governo de Goiás está avançando na execução do Eixo 4 do Compliance Público, que é a Gestão de Riscos. O assunto foi discutido durante uma reunião realizada na terça-feira (9/6), via videoconferência, entre membros do Comitê Setorial do programa. 

No encontro on-line, foram validados o contexto e a matriz de risco no âmbito da Secom. As gerências da Superintendência de Gestão Integrada serão as responsáveis por receber a nova abordagem. Para isso, os servidores ligados à área identificaram, analisaram e avaliaram os riscos inerentes aos processos e atividades desenvolvidos na secretaria. 

Diante dos dados levantados, os servidores propuseram ações para contornar os prováveis riscos. O trabalho seguiu a norma da ABNT NBR ISO 31.000:2018 e contou com a consultoria da Controladoria-Geral do Estado de Goiás (CGE), responsável pela implementação do Programa de Compliance Público. 

Segundo a CGE, o foco desse 4º eixo é ampliar a busca de resultados mais eficientes para a gestão pública adotando, para isso, uma atuação preventiva diante dos riscos governamentais. O resultado prático implica na redução dos impactos negativos, melhorando os controles administrativos através de indicadores e metas. 

Proposto pelo governador Ronaldo Caiado, o Programa de Compliance Público consolida cada vez mais a cultura de gestão de riscos no âmbito do Governo de Goiás. Além da Secom, todas as demais secretarias, órgãos e autarquias passam pela implementação da iniciativa.